Formato dos artigos

1. Título em português – centralizado, em negrito, com maiúscula só para letras iniciais. Fonte: Geometr231 BT 26.

2. Nome(s) completo (s) do(s) autor(es) e, em nota de rodapé: titulação, instituição, cargo,endereço eletrônico para contato. Na nota deve-se inserir informações sobre eventuais financiamentos relacionados ao trabalho.

3. Título em alemão e título em inglês

4. Palavras-chave / Stichwörter / Keywords – embaixo do título. Dar um espaço em branco. Fonte:Times New Roman 11, espaço simples. As palavras Palavras-chave / Stichwörter  / Keywords deverão estar em negrito, seguidas de dois pontos. Pedem-se de 3 a 5 keywords em inglês, 3 a 5 palavras-chave em português e de 3 a 5 Stichwörter em alemão, separadas por ponto e vírgula.

5. Texto- emTimes New Roman 12, espaçamento 1,5 entre linhas e parágrafos. Os artigos devem conter no mínimo 5 e no máximo 8 páginas.

5.1. Parágrafos: usar tabulador (1,25 cm).

5.2. Subtítulos: Geometr231 BT 19,5, sem recuo, só com a primeira letra em maiúscula. Usar algarismos arábicos para numeração. A referência bibliográfica não é numerada.

5.3. Tabelas e ilustrações (fotografias, desenhos, gráficos etc.) devem vir dentro do padrão geral do texto e no espaço a elas destinado pelo autor. Recomenda-se o uso de imagens em 72 px de resolução. Evitar o uso de imagens em grandes dimensões.

5.4. Notas devem ser evitadas. Quando necessário, devem aparecer ao pé da página, numeradas de acordo com a ordem de aparecimento. Fonte: Times New Roman 10, espaço simples.

5.5. Ênfase ou destaques no corpo do texto – deve-se usar negrito. Para palavras em língua estrangeira, usar itálico. Evitar grifos.

5.6. Citações de até três linhas vêm entre aspas, (sem itálico), seguidas do sobrenome do autor (em Versalete – não em maiúsculas!), ano de publicação e página(s). Ex.: (Lieblich 2005: 61). Com mais de 3 linhas, com recuo de 1,25 cm em ambas as margens, fonte Times New Roman 11, sem aspas, sem itálico, espaço simples, também seguidas do sobrenome do autor (em Versalete), ano de publicação e página(s).

Alguns exemplos de citações

  • Citação direta com três linhas ou menos

Bornheim (1992: 57) afirma ainda ” Assim, a plasticidade do texto compõe-se juntamente com os recursos de que lança mão a encenação.”

  • Citação indireta

Para o dramaturgo e diretor alemão Bertolt Brecht (1967), o teatro não deve proporcionar apenas as sensações e os impulsos que são permitidos pelo respectivo contexto histórico […].

  • Citação de citação

Nesse sentido, […] Henry Giroux (apud Rajagopalan 2003: 105) argumenta que

  • Citação com mais de três linhas: Recuo e 11 pts

Ensinar, nos termos de Freire, não é simplesmente estar em sala de aula, mas estar na história, na esfera mais ampla de um imaginário político que oferece aos educadores a oportunidade de uma enorme coleção de campos para mobilizar conhecimentos e desejos que podem levar a mudanças significativas na minimalização do grau de opressão na vida das pessoas.

6. Anexos- devem ser evitados. Caso existam, devem ser colocados antes das referências bibliográficas, precedidos da palavra Anexos, maiúscula só na letra inicial e negrito, sem recuo e sem numeração. Quando constituírem textos já publicados, devem incluir permissão dos editores para publicação. Recomenda-se que anexos sejam utilizados apenas quando absolutamente necessários.

7. Referências bibliográficas- devem ser apenas aquelas referentes aos textos citados no trabalho. As palavras Referências bibliográficassó com a letra R maiúscula, em Geometr231 BT 19,5, sem recuo. Espaço simples nas referências bibliográficas, com uso do deslocamento automático. Fonte: Times New Roman 11. Para os sobrenomes dos autores, Versalete). (Vide exemplos.)

Alguns exemplos de Referências bibliográficas 

Livro

Rajagopalan, Kanavillil. Por uma lingüística crítica: Linguagem, identidade e a questão ética. São Paulo, Parábola Editorial, 2003.

Capítulo de livro

Ehlich, Konrad / Rehbein, Jochen. Einige Interrelationen von Modalverben. In: Wunderlich, Dieter (ed.). Linguistische Pragmatik. Wiesbaden, Athenaion, 21975, 318-341.

Artigo de periódico

Aubert, Francis Henrik. Modalidades de tradução: teoria e resultados. In: TradTerm 5(1), 1998, 99-128.

Artigo de jornal

Teixeira, Ivan. Gramática do louvor. In: Folha de S. PauloJornal de Resenhas. São Paulo, 08/04/20004.

Dissertação e tese

Brito, Eduardo Manoel de. Quando a ficção se confunde com a realidade – As obras In der Strafkolonie / Na Colônia Penal e Der Prozess / O Processo de Kafka como filtros perceptivos da ditadura civil-militar brasileira. Tese de doutorado. FFLCH/USP, São Paulo, 2005.

Publicação Online – INTERNET

Neumann, Gerson R. ‘Brasileiros sobre a Europa’ – Brasil: além do centro e da periferia? In: Revista Contingentia 2, Porto Alegre, nov. 2007, 29-35. http://www.revistacontingentia.com/ (23/01/2008).